Relatório policial do caso Anthony Zinno dá algumas respostas; Profissional nega acusação de roubo - JOGADA VIP

Relatório policial do caso Anthony Zinno dá algumas respostas; Profissional nega acusação de roubo

Relatório policial do caso Anthony Zinno

As imagens de vigilância mostram que Anthony Zinno realmente pegou uma mochila que outro jogador de poker alega que tinha US$ 20.000 em dinheiro dentro, de acordo com um relatório policial obtido pelo PokerNews fornecido pelo Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas (LVMPD). Mas o caso não é tão simples quanto parece à primeira vista.

Zinno, dono de quatro braceletes da World Series of Poker (WSOP), foi acusado de roubar dinheiro de uma mochila de Corel Theuma no Wynn Las Vegas em dezembro passado, durante o festival World Poker Tour (WPT) World Championship. O suposto incidente ocorreu no final do Dia 1b em um evento com buy-in de US$ 3.000, imediatamente após os jogadores terem ensacado as fichas.

O profissional de poker foi denunciado por petit larceny (pequeno roubo) e liberado em 19 de dezembro e não foi acusado de qualquer crime. Ainda não foi determinado se as acusações serão registradas.

Zinno nega acusação de roubo

O poker pro com mais de US$ 11,6 milhões em premiações nos torneios ao vivo não havia comentado as alegações até publicar um post no X em 8 de fevereiro.

“Tínhamos todos entrado no dinheiro, o que encerrou o dia. O salão estaca fechado para a noite. Eu me levantei para sair e vi uma mochila perdida por perto. Meu primeiro instinto (já era tarde na noite) foi assumir a responsabilidade pela mochila e entregá-la ao dono, imaginando que ele tivesse ido para casa”, explicou Zinno no X (antigo twitter).

“Meu objetivo era encontrar uma identidade ou verificar quem seria o dono de alguma forma, tentar entrar em contato com ele ou com amigos em comum e, talvez, nos encontrarmos em algum lugar na Strip (ou no recomeço do torneio). Sem sucesso, levei a mochila de volta para o Encore (achados e perdidos), dormi e depois joguei o Dia 2. Nego absolutamente o que está sendo alegado,” completou Zinno.

Este foi apenas um comunicado inicial e Zinno diz que “darei todos os detalhes depois que o processo legal for concluído”.

Anthony Zinno Acusado de Roubo no Wynn Las Vegas

Detalhes do relatório policial

De acordo com o relato de Theuma, ele deixou a área do torneio no dia 18 de dezembro de 2023, depois de ensacar suas fichas, e saiu do cassino para pegar um táxi. Foi então que ele percebeu que havia se esquecido de pegar a mochila que havia colocado debaixo da cadeira enquanto jogava poker. Ele voltou correndo para pegar a mochila, que, segundo ele, tinha US$ 20.000 em dinheiro dentro, mas descobriu que US$ 19.000 haviam desaparecido na manhã seguinte, quando ele recuperou a mochila.

Isso difere do que consta no relatório policial, que afirma que ele disse aos policiais que, depois de sair do salão do Encore, “precisou usar o banheiro e teve que deixar a mochila e o dinheiro para trás”.

“Eu nunca falei isso”, explicou Theuma ao PokerNews em relação à discrepância do relatório policial, antes de reiterar sua declaração original.

De acordo com o relatório da polícia elaborado pelo policial Lassiter (LVMPD nº 19020), o policial entrou em contato com um segurança do setor de achados e perdidos do Encore em 19 de dezembro de 2023 e foi informado de que Zinno havia devolvido a mochila ao cassino.

“O segurança reconheceu o sujeito pelas imagens de vigilância de Zinno pegando a mochila”, escreveu o policial.

Lassiter então, conforme escreveu, viu as imagens de vigilância em que um “homem adulto branco que correspondia à descrição de Zinno” foi visto na mesa de poker ao lado de onde Theuma estava sentado durante o evento do WPT.

O relatório afirma então que, depois que a vítima começou a sair da área do torneio no final da sessão, ele deixou uma mochila debaixo da cadeira e depois Zinno se aproximou e pegou a mochila. Mas não especifica o tempo que Zinno levou para pegar a mochila depois que Theuma se levantou de seu assento.

“Zinno saiu andando rapidamente, passando por vários seguranças, e deixou o cassino em uma carona Lyft”, diz o relatório.

No entanto, Theuma comentou para o PokerNews que ficou confuso sobre o motivo pelo qual o relatório não mencionou o fato de Zinno ter entrado no banheiro com a mochila antes de sair do cassino. Ele também não tinha certeza por que o policial mencionou que a vítima declarou que “só tinha 19k para dar de gorjeta às garçonetes”, uma declaração confusa.

Não é um caso simples

Corel Theuma Poker
Corel Theuma

Embora o policial tenha visto Zinno pegar a mochila, ainda há algumas perguntas sem resposta. O relatório da polícia menciona que o policial perguntou a Theuma se ele poderia provar que o dinheiro estava na mochila antes de Zinno pegá-la, e “Theuma não pôde provar aos policiais que US$ 19.000 estavam dentro da mochila”. Quando perguntado se em algum momento ele tirou o dinheiro da mochila, ele disse que não.

Quando contatado pela polícia, Zinno não negou ter levado temporariamente a mochila de Theuma. Na verdade, ele admitiu ter feito isso, mas negou ter roubado dinheiro de seu acusador.

“Zinno afirmou que pegou a mochila na esperança de devolvê-la ele mesmo, sem a ajuda dos seguranças e da polícia. Zinno afirmou que só abriu a mochila para verificar se havia alguma identidade, viu uma quantia desconhecida de dinheiro na mochila, mas não tocou nela. A mochila foi devolvida com US$ 1.000 em dinheiro”, reportou a polícia de Las Vegas.

Zinno e Theuma afirmaram que nunca tiveram um relacionamento pessoal. Em nossa matéria anterior sobre esse caso, mencionamos que Zinno havia tentado entrar em contato com Theuma, campeão do Mid-States Poker Tour (MSPT) em 2023, por mensagem direta às 3h01 da manhã (horário do Pacífico) após o suposto incidente. No entanto, o conteúdo dessas mensagens é desconhecido, pois elas foram apagadas antes que o destinatário as visse.

O que é considerado “Petit Larceny” em Nevada?

Petit larceny (pequeno roubo) em Nevada, NRS 205.240, um delito menor, é roubar intencionalmente a propriedade de outra pessoa no valor inferior a US$ 1.200 sem o seu consentimento.

Isso é diferente de grand larceny (roubo qualificado), um crime, que acarreta uma pena mais severa e requer um furto de valor superior a US$ 1.200. No caso de pequeno furto, as defesas comuns incluem não ter a intenção de manter a propriedade permanentemente ou tê-lo feito por engano. A defesa de Zinno, no entanto, ainda não é conhecida, mas ele declarou à polícia que pretendia devolver a mochila e que só a abriu para tentar encontrar uma identidade.

O PokerNews continuará trazendo atualizações sobre esse caso assim que elas estiverem disponíveis.

Name Surname
Jon Sofen

Deixe um comentário